Saiba como é a vida dos estudantes de engenharia em Portugal! Conheça a história do Pedro.

E aí, galera!

Semanalmente, conhecemos vários estudantes do Me Salva! pelo mundo. E, o mais legal, é que a cada conversa percebemos o quanto todos, independente de onde vivem, possuem sonhos, medos e motivações muito semelhantes quando falamos sobre seus objetivos educacionais.

Neste post, compartilharemos o papo que tivemos com o Pedro Miguel Oliveira, estudante do Plano Me Salva! Engenharia, lá em Portugal!

pedro

Ele tem 22 anos, mora na Vila de Gaia e faz mestrado em Engenharia Eletrotécnica e de Computador na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. O Pedro compartilhou o motivo pelo qual escolheu o curso, falou sobre o cenário do mercado de trabalho em Portugal, seus métodos de estudo e deu dicas para quem também é estudante de Engenharia.

Estudante do ensino público desde pequeno, considera-se curioso e ligado em detalhes, o que contribuiu com seu interesse em questões relacionadas à tecnologia. Sobre a escolha por Engenharia, revela:

 

Sempre fui muito indeciso em relação à escolha do curso”

 

Ele chegou a pensar em fazer alguma faculdade relacionada às artes, à saúde ou aos esportes. “Escolhi Engenharia pelo desafio intelectual, empregabilidade e remuneração”.

Engenharia e mercado de trabalho

“Penso que, normalmente, as disciplinas mais difíceis tendem a ser as que relacionam mais ramos de Engenharia, pois requerem um certo domínio dos diferentes conteúdos, ou as mais abstratas e que utilizam mais linguagem simbólica”, conta Pedro sobre quais disciplinas ele enfrentou mais dificuldade no curso.

Em relação ao mercado de trabalho nas Engenharias, em Portugal, ele fala: “Depende do ramo, mas, no geral, eu diria que está razoável”.

 

Ele vê o mercado profissional português um pouco saturado para algumas Engenharias, como a Mecânica e a Eletrônica, e um pouco melhor para a Civil. – 

 

Perfil do estudante brasileiro x português

Por termos muito contato com estudantes de Engenharia aqui no Brasil, sabemos que estudar na última hora é um ato bem comum. Perguntamos para o Pedro como era o comportamento de estudo lá em Portugal, para entender se é semelhante ao daqui: “De vez em quando, estudo de última, sim (risos). Habitualmente, faço uma análise do meu domínio de determinada matéria e faço a gestão do tempo de estudo com base nessa análise, de forma a sentir-me devidamente preparado nos diferentes domínios”.

Ao perguntar se os estudantes costumam “colar” nas provas, Pedro fala que o sistema adotado pelos professores torna a cola muito difícil e arriscada: “São poucos os que se aventuram por esse caminhos.”

Dicas de estudo

Sabemos o quanto o curso de Engenharia exige dedicação e estudo, então perguntamos para o Pedro qual é o fator de sucesso para ir bem e que dica ele dá para a galera daqui.

É preciso ter interesse pela área, vontade de aprender e proatividade. Tire o máximo das aulas, resolva exercícios diariamente e não deixe as dúvidas acumularem”.

 

“Outra dica que sempre dou é estudar e prestar atenção no conteúdo, em vez de decorar ou copiar. Trabalhar de livre vontade, e não por obrigação e satisfazer sempre a curiosidade.”, conclui.

Rotina

O Pedro conta que não costuma fazer grupos de estudo regularmente. “Quando tenho dúvidas, tento suprimí-las com a ajuda de professores e colegas.” Ele estuda mais em casa, já que a faculdade fica distante: “Caso fosse mais perto, provavelmente estudaria mais na faculdade, pois o acesso à informação é muito maior”.

Escolha pelo Me Salva! Engenharia

Conversar com o Pedro foi incrível, pois nos mostrou o quanto não há limites para irmos atrás dos nossos sonhos, procurando sentir-se bem com o que fazemos no presente para, no futuro, alcançarmos nossos objetivos.

 

Após o mestrado em Engenharia, Pedro pretende fazer música. – 

 

Ele diz não ter um caminho traçado e cita: “ Tenho em mim todos os sonhos do mundo (risos)”.

Quando perguntamos o que ele mais gosta nas nossas aulas, responde: “O Me Salva! facilita a aquisição de conhecimento, dispõe de muitos cursos no ramo de Engenharia, além de que as aulas são de fácil compreensão. Me ajudou a suprimir muitas dúvidas e rever conceitos já esquecidos.”

 

E aí, curtiu a conversa com o Pedro? Esperamos que as dicas, e tudo que ele compartilhou, ajude nos seus estudos e na sua motivação ao longo do curso! Até a próxima 🙂