O ENEM termina e nossas preocupações deixam de ser tanto com conteúdo e mais com o futuro. Aquelas dúvidas clássicas aparecem: como fui? Quanto tirei? Em qual faculdade vou conseguir entrar? Enfim, o que fazer com essa nota? Pensando nisso, nós do Me Salva! preparamos um resumo das principais informações que você pode precisar, se liga!

SISU

O SISU (Sistema de Seleção Unificado) é, como diz o nome, um sistema de acesso, mas somente às universidades públicas. Para ficar ligado em como ele funciona, o nosso Guia do ENEM tem tudo que você precisar.

Para “passar” no Sisu, você precisa superar a “nota de corte”. Basicamente, ela é a menor nota necessária para que o candidato fique entre os selecionados de cada curso em cada universidade. Entretanto, fique atento: a nota de corte é só uma referência, não há nenhuma garantia de que a vaga será sua. Em 2017, por exemplo, as notas de corte mais altas dos cursos mais procurados foram:

  1. Universidade Federal Fluminense – Direito – 837,8
  2. Universidade de São Paulo – Medicina (cotas) – 831,3
  3. Universidade de Brasília – Medicina – 829,6
  4. Universidade Federal do Paraná – Medicina – 826,2
  5. Universidade Federal do Rio de Janeiro – Medicina – 822,31

Dica: faça várias simulações. Simule em todas as universidades que você gostaria de estudar e em datas diferentes, pois a nota de corte costuma variar bastante até o encerramento das inscrições. Para fazer isso, é só acessar nosso Simulador do SISU.

ProUni

Esse é o caminho para as universidades privadas. Você pode utilizar sua nota no ENEM para concorrer a bolsas pelo Programa Universidade para Todos. Quanto melhor for seu desempenho no exame, maiores serão suas chances. Se você tiver interesse e precisar de mais detalhes sobre o ProUni, explicamos tudo direitinho aqui.

Para se inscrever, é preciso ter pelo menos 450 pontos e nota maior do que zero na redação no último ENEM.

FIES

O FIES é um programa de financiamento estudantil do Governo Federal. E por que isso nos interessa? Porque é uma ótima oportunidade para entrar numa universidade privada, já que os juros são bem baixos. Para saber tudo sobre ele é só clicar aqui.

Para conseguir se inscrever, é necessário ter feito o ENEM após 2010, ter obtido nota maior do que 450 pontos e não ter zerado a redação. Além disso, a renda per capta de sua família não pode ultrapassar 5 salários mínimos e você não pode ter concluído nenhum curso de ensino superior anteriormente.

Lembre-se

Esses programas são estatais. Isso significa que eles são organizados pelo Governo e, por isso, a burocracia costuma ser grande. É legal ficar atento às condições, acompanhar todos os prazos atenciosamente e nunca (nunca mesmo!) assinar nada sem ler.

Além dessas três opções, algumas universidades particulares utilizam o desempenho no ENEM como parte ou total da nota. Antes de se inscrever em qualquer vestibular, vale a pena pesquisar o peso que o exame vai ter (isso vai ajudar na hora da preparação). E, de novo, lembre-se: qualquer dúvida, é só comentar aqui que te ajudamos!