Quem aí está surtando de tanto estudar? Nessa hora crítica que antecede o ENEM e o vestibular, existem as mais variadas saídas pra dar um descanso na mufa: assistir a mais um ep da série amada na Netflix, devorar uma gordice básica ou mandar um whats pro/pra crush.


E que tal se exercitar? São muitos os estudos que comprovam a contribuição positiva da atividade física para o rendimento escolar. E é isso que vamos conferir nesse post das Dicas de estudos. Partiu!


Fonte: www.giphy.com

Cérebro atleta

Você sabia que a movimentação do corpo faz o cérebro trabalhar melhor? Além de ajudar no desenvolvimento acadêmico, os exercícios físicos melhoram a saúde, garantem condicionamento e estimulam o bom humor.

 

As atividades físicas têm influência direta na preparação física e mental para processos seletivos! –

 

Entre alguns benefícios estão o aumento da concentração e o fortalecimento do corpo para encarar a maratona de longas provas. A sua saúde mental também entra nessa: os exercícios físicos – principalmente os aeróbicos – liberam substâncias que dão a sensação de bem-estar, auxiliam no controle da ansiedade e melhoram a qualidade do sono.

As atividades aeróbicas (como correr, caminhar, andar de bicicleta, nadar) são mais eficientes no aumento do fluxo de sangue para o cérebro e na produção das substâncias químicas que regulam o sistema neurotransmissor.

Os neurônios existentes se tornam capazes de fazer mais conexões e outros novos nascem. Entenda como funciona:

infograficoInfográfico: Tiago Cordeiro. Fonte: Revista Galileu.

O momento da atividade física também pode ser aproveitado para exercitar a memorização de conceitos. Você pode utilizar o tempo durante a caminhada ou natação pra tentar relembrar fórmulas importantes, teorias ou períodos da história. Esse exercício mental auxilia bastante na memorização, pois exercita o cérebro e ajuda a criar novas conexões entre conceitos e ambientes.

 

Você pode relacionar determinada fórmula matemática com certo trecho da pista de caminhada, dando uma forcinha pra memória. 🙂 –

 


Fonte: www.carthrottle.com.

Desde cedo

Um estudo realizado em 2014 pela Universidade Autônoma de Madri e publicado no Journal of Pediatrics – guia internacional de publicações sobre pesquisas da saúde infantil –, confirma que praticar exercício físico na infância e na adolescência pode ser benéfico não apenas para a saúde, mas também para o boletim escolar.

Os pesquisadores já sabiam que os exercícios melhoram a capacidade cardiorrespiratória, força muscular e habilidade motora. E, como esses fatores exercem efeitos sobre o cérebro, os cientistas decidiram investigar se eles também poderiam impactar o desempenho acadêmico.

 

Após analisar a rotina de 2.038 crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos, foi constatado que aqueles com melhor capacidade física tinham melhores notas! –

 

Escolha a sua!

Não vá sair praticando uma atividade física sob a pressão de ter que melhorar nos estudos. Essa também é uma hora de recreação, boa pra relaxar e socializar com os amigos. É sempre positivo trocar ideias e até angústias, e ver que outros estão passando pelo mesmo que você.

Fonte: www.comedycentral.co.uk.

O estudante de Economia da UFRGS, Luciano Rossato Dias encara teorias e números diariamente. O gaúcho de 30 anos conta que estava se sentindo muito lento e desanimado. “Queria começar uma atividade física, mas não queria algo que fosse muito impactante para meus joelhos, como a corrida, nem algo monótono, como uma academia.”

Luciano optou pela prática do remo, três vezes por semana. Ele começa bem cedinho, às 7h30 da manhã, e depois segue para a aula na faculdade. “Pensei que ia ser horrível, mas é excelente. Tenho me sentido muito bem! Estou muito mais disposto, descontraído, ativo e participativo.”

 

O ideal é praticar um exercício por 30 minutos pelo menos três vezes na semana! –

 

Confere aqui algumas atividades que você pode praticar para oxigenar o corpo e a mente:

Caminhada > O exercício mais clássico de todos. Pode ser na esteira, no parque ou na praia. Ativa a circulação, mas sem muito impacto.

Bike > Também pode ser praticada na academia ou ao ar livre. Além de uma ótima atividade cardiorrespiratória, também serve como meio de transporte;

Fonte: www.makeagif.com.

Natação > O contato com a água exercita a respiração, o que ajuda a controlar a ansiedade;

Dança > Além da diversão, melhora a comunicação e combate o estresse;

Fonte: www.comedycentral.co.uk.

Tai Chi Chuan > Fortalece o sistema nervoso, a respiração e desenvolve o equilíbrio emocional.

Bora sair da web e se mexer? Praticar alguma atividade física também é uma forma de exercitar o cérebro. Conta aí qual é a sua preferida!  😀 E até a próxima dica!