Como vocês sabem, a redação é a única prova dissertativa de muitos vestibulares, exames e provas. No ENEM, não é diferente! Diante de uma proposta de redação, o estudante só tem uma escolha: escrever. Do contrário, o sonho de aprovação e de ingresso no ensino superior não se realizará. Por esse motivo, os candidatos sabem que essa tarefa não é tão simples quanto parecem e reconhecem a necessidade de treinamento contínuo.

redacao

Muitas podem ser as surpresas na prova de redação, do assunto a ser debatido às características da tipologia textual solicitada. Se o estudante não se sentir plenamente habilitado para escrever um texto sobre uma gama ampla de temáticas, a insegurança poderá atrapalhar seu desempenho final. Por isso, os professores continuam dizendo:

 

Para escrever bem é preciso, antes de mais nada, escrever e ler MUITO! – 

 

Uma atividade não pode se separar da outra. Se tenho o que dizer, escrevo; se escrevo, aprimoro o que tenho para dizer! Assim, conquistamos nossos objetivos e, de tabela, adquirimos confiança na defesa de novas opiniões – tarefa tão importante nos dias de hoje.

 

Confira dez dicas infalíveis da professora Camila Alexandrini para você tirar uma excelente nota na redação! 

  1. Encare sempre o tema como uma problemática. Lembre-se de que você é um cidadão que pode transformar a realidade!;
  2. Elabore sua tese, delimite seu ponto de vista;
  3. Faça o plano de texto, escolha dois argumentos e os dados que os sustentarão;
  4. Defina previamente a ordem de apresentação das ideias no texto, buscando uma progressão temática;
  5. Construa a introdução – a matriz do texto -, preferencialmente, apresentando a tese escolhida;
  6. Busque argumentos relevantes, consistentes, interessantes que fujam do senso comum e que estejam relacionados a outras linguagens, outras disciplinas, outras áreas do conhecimento;
  7. Não se esqueça de atribuir ao seu texto um título interessante e pertinente ao tema! É bom quando as coisas têm um nome!;
  8. Seja pontual, simples, claro. E aqui entenda, inclusive, a exposição de uma letra legível e sem rasuras;
  9. Use elementos linguísticos da coesão. Texto é costura!;
  10. Elabore propostas de intervenção, as quais devem ser concretas, possíveis e, além disso, devem respeitar a diversidade sociocultural, os direitos humanos e as questões relativas à cidadania.

 

Ficou com alguma dúvida ou tem alguma outra dica de redação? Deixe um comentário aqui embaixo! 😉