Quem aí tem calafrios só de pensar na redação? Escrever bem é um baita desafio que exige ir além do óbvio, ter boa técnica, mostrar compreensão e aplicar sensibilidade. E é justamente por isso que você deve se preparar! Mas não se apavore: é possível desenvolver todo esse pacote com prática, dedicação e conhecimento.

 

Fazer uma imersão em perspectivas diferentes é um valioso recurso para se libertar e deixar a escrita fluir! –

 

Nesse episódio da série Pra Ler, Ver e Ouvir da Conexão Cultural, seguimos com dicas preciosas pra você se libertar de conceitos prontos e descobrir que há muito conteúdo inspirador por esse mundão pra te ajudar a mandar bem na hora de escrever. Quer ver?

Pra Ler > Conto “O ovo e a galinha” – Clarice Lispector

Você provavelmente já esbarrou em memes e citações da Clarice Lispector pelas redes sociais. Pois saiba que ela foi uma premiada escritora e jornalista nascida na Ucrânia e naturalizada brasileira. Entre as décadas de 40 e 70, Clarice foi autora de romances, contos e ensaios que marcaram a literatura do Brasil.

1Clarice Lispector é considerada uma das escritoras brasileiras mais importantes do século 20. Foto: homoliteratus.com/tag/clarice-lispector.

O conto apresenta libertação na estrutura, o que pode servir de inspiração pra você se soltar das amarras na hora de escrever! –

 

Na obra “O ovo e a galinha”, Clarice utiliza representações para compartilhar dúvidas e angústias. Existem elementos de uma narrativa baseada em emoções e percepções, nos quais a escritora expressa seu apreço pela liberdade e pela arte de escrever. O conto permite exercitar a livre interpretação e traz uma reflexão subjetiva sobre a vida com dilemas existencialistas. Intenso, não?

Pra Ver > “The Corporation” – documentário

Grandes corporações movem a economia mundial, determinam o que lemos, o que vemos, o que ouvimos e até o que comemos. Este documentário canadense de 2003 descreve o surgimento das grandes corporações como pessoas jurídicas e discute, do ponto de vista psicológico, que tipo de pessoas essas companhias seriam.

Você sabe o que está por trás de tudo que você consome? O documentário faz essa provocação, buscando a conscientização do espectador. YouTube.

Estar por dentro do jogo é aprender a jogar e, pra se sair bem, ter senso crítico é fundamental! –

 

Ao lado de outras impactantes obras como “Super Size Me”, “Tiros em Columbine” e “Fahrenheit 9/11”, o documentário “The Corporation” aborda o impacto das corporações no dia a dia das pessoas, em uma crítica à busca incessante por lucro do modelo capitalista e às questões éticas de trabalho. Boa pedida pra questionar formatos e descobrir novos horizontes!

Pra Ouvir > “Sapato 36” – Raul Seixas

Toca Raul! Ok, essa pode não ser da sua época, mas certo que você já ouviu em alguma festa ou show. Raul Seixas foi um cantor e compositor que fez muito sucesso na década de 70. É considerado um dos pioneiros do rock brasileiro e muitas de suas músicas são verdadeiros hinos.

2Raul Seixas, a metamorfose ambulante que inspirou toda uma geração. Foto: jornalggn.com.br.

A canção “Sapato 36” – lançada em 1977, no álbum “No dia em que a Terra parou” – está repleta de metáforas que auxiliam na elaboração de uma escrita mais questionadora. Esse estilo pode ser um forte aliado dos estudantes pra mandar bem na redação do Enem e do vestibular.

 

A música de Raul fará você questionar padrões, sair do conformismo e se repensar conceitos. –

 

Além de dar uma cutucada no sistema trabalhista, há quem diga que “Sapato 36” também é uma crítica à repressão da ditadura militar. Raul não suportava regras, era um espírito livre, o que fica bem claro no nível poético e revelador de suas composições.

E aí, se inspirou? Bora descobrir o mundo sob outras perspectivas e libertar a mufa de padrões pré-estabelecidos! Se liga que em breve tem mais dicas pra ajudar na sua escrita! Até 😊