Conseguiu a sonhada vaga na universidade particular, mas nem sonhando consegue pagar a mensalidade? Um financiamento do Fies é muito caro para o seu bolso? Já pensou em uma bolsa de estudos? O Prouni pode ser a sua oportunidade de estudar onde você sempre quis.

O que é?

O Prouni (Programa Universidade para Todos) é um programa concebido pelo MEC (Ministério da Educação) que concede para estudantes bolsas de estudo integrais e parciais (de 50%) em instituições privadas de educação superior.

As bolsas podem ser utilizadas em cursos de graduação ou sequenciais de formação específica – uma modalidade de curso de curta duração, de caráter técnico, destinada aos que já concluíram o Ensino Médio.

Quem pode fazer?

Além de ser brasileiro e não possuir diploma de curso superior, para participar do Prouni você tem que atender a pelo menos uma das condições abaixo:

  • Ter cursado o ensino médio completo em escola da rede pública;
  • Ter cursado o ensino médio completo em escola da rede privada como bolsista integral da própria escola;
  • Ter cursado o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em escola da rede privada, na condição de bolsista integral da escola privada;
  • Ser pessoa com deficiência;
  • Ser professor permanente em efetivo exercício do magistério da educação básica em instituição pública de ensino. Nesse caso, você concorre exclusivamente a bolsas para cursos de licenciatura e não há requisitos de renda.

 

Para concorrer às bolsas integrais, o candidato deve ter renda familiar bruta mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa. Para as bolsas parciais de 50%, a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa. – 

 

Como calculo a renda familiar bruta mensal?

A renda é calculada somando a renda bruta mensal dos componentes do grupo familiar e dividindo esse valor pelo número de pessoas que formam este grupo.

O Prouni entende como grupo familiar a “unidade nuclear composta por uma ou mais pessoas, eventualmente ampliada por outras pessoas que contribuam para o rendimento ou tenham suas despesas atendidas por aquela unidade familiar, todas moradoras em um mesmo domicílio”.

Como funciona

O processo seletivo do Prouni é composto de um processo regular e de um processo de ocupação das bolsas remanescentes (as bolsas que não foram ocupadas na etapa regular).

No processo regular, você pode se inscrever se:

No processo para ocupação das bolsas remanescentes, você pode se inscrever se:

  • Participou do Enem a partir da edição de 2010 e alcançou pontuação mínima de 450 pontos e não tirou zero na redação;

OU

  • É professor permanente em efetivo exercício do magistério da educação básica em instituição pública de ensino. Nesse caso, o candidato concorre exclusivamente a bolsas para cursos de licenciatura e não há requisitos de renda.

 

Os processos seletivos ocorrem duas vezes por ano, uma no primeiro semestre e outra no segundo. As inscrições são gratuitas e são feitas exclusivamente pela internet, na página do Prouni, aqui. – 

 

1Foto: Redd Angelo – Unsplash.com

A pré-seleção em qualquer uma das chamadas garante ao candidato somente a expectativa de direito à bolsa. A bolsa só é confirmada com a participação e aprovação nas fases posteriores do processo seletivo (entrega de documentação e aprovação dos documentos pela universidade), assim como a formação de turma no curso.

Depois que você entregar sua documentação à instituição de ensino ela avalia a veracidade das informações apresentadas, aprovando ou reprovando a solicitação do candidato. O registro dessa avaliação fica disponível para o seu acesso no sistema de inscrição do Prouni.

Fique ligado nos prazos!

As inscrições para o primeiro semestre de 2018 ainda não foram abertas, mas fique atento:

No segundo semestre de 2017 as inscrições foram abertas em 31 de julho. 

O prazo final para inscrição de candidato ainda não matriculado na instituição de educação superior em que deseja se inscrever foi 25 de agosto.

Em 30 de outubro foi o prazo final para inscrição de candidato já matriculado na instituição de educação superior em que deseja se inscrever.

Sisu x Prouni

Se você se inscreveu no Sisu, também pode se inscrever no Prouni. Porém, é proibido ao estudante usar a bolsa do Prouni e estar, ao mesmo tempo, matriculado em uma instituição de educação superior pública e gratuita.

 

Sendo selecionado pelos dois programas, você deverá optar por um deles. – 

 

Fies x Prouni

Se você conseguiu uma bolsa de 50% e não puder pagar a outra metade da mensalidade do seu curso, você pode usar o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) para pagar o restante.

 

Porém, a instituição de ensino superior e o curso para o qual você foi contemplado com a bolsa parcial precisam ter oferta de vagas para financiamento. – 

 

Além disso, você precisa ser aprovado no processo seletivo do Fies. Saiba mais no site do Prouni.

E aí, curtiu o Guia do Prouni? Se ficou com alguma dúvida, nos conta nos comentários! 😉 Estamos aqui pra te dar aquela força, seja no Prouni, Enem, Fies, Sisu e o que mais vier por aí. Até a próxima!